top of page

Doença incurável?

Olá, caro leitor.


Estamos alcanço mais uma pequena "vírgula" em nossa existência com a proximidade de 2023, e creio que muitos ainda elaboram revisões, planejamentos e talvez propósitos que geralmente tendem a atender uma deficiência identificada nestas mesmas revisões.


Alguns ainda acreditam que o hábito de leitura ordinária em muitos seria uma espécie de doença incurável, algo que nunca se poderá sanar por não haver meios para tal. Creio ter que discordar, por enquanto houver uma mínima capacidade de buscar, de investigar, e enquanto houver ainda a possibilidade física de mover-se, todos podem criar, mesmo em graus diferentes, este hábito necessário de ler.


Deste modo, não podemos adjetivar a quem quer que seja, a inexistência deste hábito como uma doença incurável, pois isso acusa-nos a nós mesmos por não sermos capazes de encontrar os verdadeiros motivos desta falta em determinado indivíduo.


O que podemos afirmar com certeza, é que se existe uma doença, a leitura sua cura.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Editorial da 19ª edição

Muito se fala em novo ciclo, nova jornada, nova fase ou mesmo, nova “energia”. Apesar de tudo isso que se fala do início de um novo ano civil, o que de fato percebemos é que podemos transformar este n

As "fantasias" na literautra

Estamos percorrendo um caminho que temos consciência de que não poderemos alcançar um fim, pois não se trata de um caminho de tijolos amarelos, um caminho marcado com farelos de pães, nem mesmo qualqu

Edição especial para Suassuna

Olá, caro leitor. Como tem sido comum nos últimos meses, a publicação mensal sempre é liberada até o 15º dia do mês, o que neste mês de junho aconteceu novamente. Nesta edição, orgulhosamente homenage

bottom of page