top of page

Falecia hoje Aleksei Nikolaevich Tolstói, escritor russo

Aleksei Nikolaevich Tolstói nasceu em 10 de janeiro de 1883 e faleceu em 23 de fevereiro de 1945. Foi um escritor russo e soviético, uma figura pública proeminente do início do século XX, oriundo da nobre família dos Condes de Tolstói, parente distante de Liev Tolstói (1828-1910) e de Alexei Konstantinovich Tolstói (1817-1875).


Trabalhou em vários géneros literários, incluindo o drama e a novela sociopsicológica, o romance histórico, a ficção científica, o conto folclórico, histórias curtas e de não-ficção, histórias e contos infantis, poesia, teatro e jornalismo. Foi um grande apreciador e colecionador do folclore russo e um tradutor.


Em 1939 foi honrado com a aceitação na Academia das Ciências da URSS e venceu três prémios Estaline na área da literatura (em 1941, em 1943 e em 1946 a título póstumo). Em 1942, foi membro da comissão de investigação dos crimes dos invasores alemães, creditado como advogado de acusação, representante da União Soviética nos Julgamentos de Nuremberga.


Em 2001, a União dos Escritores da Rússia criou, em homenagem a A.N. Tolstói, um prémio nacional bianual para a contribuição criativa para o desenvolvimento da literatura russa, abarcando duas tipologias: Narrativa Ficcional e Jornalismo.


Seus trabalhos:

  • Lirika, uma coleção de poesia (1907)

  • A provação, uma trilogia (1919-1941)

  • A infância de Nikita (1921)

  • Aelita (1923)

  • O hiperbolóide do engenheiro Garin (1926)

  • A chave de ouro ou as aventuras de Buratino (1936)

  • Peter I (1929–34, Prêmio Stalin em 1941)

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page