top of page

Kenzaburo Oe, escritor japonês

Kenzaburo Oe (em japonês: 大江 健三郎, transl. Ōe Kenzaburō) foi um escritor japonês e uma figura importante na literatura japonesa contemporânea. Ficou conhecido pelo romance Uma Questão Pessoal. Em 1961, as suas novelas Dezassete e A Morte de um Jovem Político foram publicadas por uma revista literária japonesa, ambas inspiradas no jovem de dezassete anos Yamaguchi Otoya que assassinou o presidente do Partido Socialista Japonês em 1960, suicidando-se na prisão três semanas depois.


Seus romances, contos e ensaios, fortemente influenciados pela literatura e pela teoria literária francesa e americana, tratam de questões políticas, sociais e filosóficas, incluindo armas nucleares, energia nuclear, não-conformismo social e existencialismo.


Ōe participou em campanhas pacifistas e anti-nucleares e escreveu livros acerca dos bombardeamentos nucleares em Hiroshima e Nagasaki e sobre os Hibakusha. No seguimento do desastre nuclear de Fukushima em 2011, apelou ao Primeiro-Ministro Yoshihiko Noda para que fossem cancelados os planos de construção de centrais nucleares e se abandonasse o desenvolvimento de energia nuclear. Ōe afirmou que o Japão tinha a "responsabilidade ética" de abandonar a energia nuclear no seguimento do desastre de Fukushima, tal como tinha abdicado da guerra na sua Constituição pós-Guerra. Em 2013 organizou uma manifestação em Tóquio contra a energia nuclear.


Foi laureado com o Prêmio Nobel de Literatura em 1994 por criar "um mundo imaginário, onde a vida e o mito se condensam para formar uma imagem desconcertante da situação humana atual"

 

Wikipedia

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page